domingo, 10 de junho de 2012

querência


o peito imóvel como uma ilha pesada de bizâncio e metais de outra natureza. a língua presa a um pântano. como afronta aos pássaros, a retidão é a carne sem ar, intátil e obscura fenda no mundo que entra e sai das incriadas paragens do corpo. em uma querência de flor plantada nas cavidades, lírios crescem nos ossos como contra muros.

o coração é o respiro arfante do vento.


 palavras    luciana marinho
fotografia    lilya corneli

14 comentários:

  1. e o vento me trouxe até aqui... para respirar teus belos versos!

    beijos, querida lu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ane, flor,

      que boa surpresa!
      grata.

      beijos, beijos!

      Excluir
  2. Tus palabras son bellas islas. En ellas me pierdo. Las imágenes que las acompañan tienen la delicadeza de tus islas, tus aguas, de tus lirios, de tus flores, de tu exquisita sensibilidad. En ellas me sumerjo, Luciana, y bebo, y vuelvo, a la suavidad del encuentro con tus versos, al sueño. Besos, Luciana y todo mi cariño y afecto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. querida índigo,

      que bem serem as palavras caminhos para a gente se descobrir, se encontrar em versos.

      grande abraço!

      Excluir
  3. [o corpo como quebranto, plena possibilidade de mar

    para as todas as ilhas do peito.]

    um imenso abraço,


    Leonardo B.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "todas as ilhas do peito" ... que bela imagem!
      e assim eu recebo poesia em forma de comentário :)

      abraço!!

      Excluir
  4. ô luciana,
    que belezura de poema, carregado de um tantão de lugar ermo...
    o vento encrespou a minha pele.


    beijo grande desse

    r.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. senti o texto de outra forma depois desse teu "um tantão de lugar ermo"... captaste, roberto.

      beijos!

      Excluir
  5. Luciana,
    Quando a leio fico sempre com a sensação de viagens múltiplas. Mais uma vez isso aconteceu. Obrigado.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AC,

      que bom minhas palavras serem trilhas para as aventuras de teus interiores! ^^

      beijos!

      Excluir
  6. Parabéns pelo excelente blog.
    Deixo o convite para visitar e também seguir...

    Com carinho para você!

    SALMO 23

    O SENHOR É MEU PASTOR,
    Isto é relacionamento!

    NADA ME FALTARÁ,
    Isto é suprimento!

    CAMINHAR ME FAZ EM VERDES PASTOS,
    Isto é descanso!

    GUIA-ME MANSAMENTE A ÁGUAS TRANQUILAS,
    Isto é refrigério!

    REFRIGERA A MINHA ALMA,
    Isto é cura!

    GUIA-ME PELAS VEREDAS DA JUSTIÇA,
    Isto é direção!

    POR AMOR DO SEU NOME,
    Isto é propósito!

    AINDA QUE EU ANDE PELO VALE DA SOMBRA DA MORTE,
    Isto é provação!

    EU NÃO TEMEREI MAL ALGUM,
    Isto é proteção!

    PORQUE TU ESTÁS COMIGO,
    Isto é fidelidade!

    A TUA VARA E O TEU CAJADO ME CONSOLAM,
    Isto é disciplina!

    PREPARAS UMA MESA PERANTE MIM NA PRESENÇA DOS MEUS INIMIGOS,
    Isto é esperança!

    UNGE A MINHA CABEÇA COM ÓLEO,
    Isto é consagração!

    E MEU CÁLICE TRANSBORDA,
    Isto é abundância!

    CERTAMENTE QUE A BONDADE E A MISERICÓRDIA ME SEGUIRÃO TODOS OS DIAS DE MINHA VIDA,
    Isto é benção!

    E EU HABITAREI NA CASA DO SENHOR,
    Isto é segurança!

    POR LONGOS DIAS,
    Isto é eternidade!

    Que o Senhor te abençoe e te guarde!

    ***Lucy***
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lucy,

      grata pela presença e pela mensagem.

      grande abraço!

      Excluir
  7. Mon Dieu De La France,a minina encarnou Dumas,O Alexandre,entre outros escriteurs.....

    ternura toda minha

    ricardo
    esaudades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bons ventos trazem o menino dos campos de girassol a esta terra sem eira e nem beira! :) bem vindo sempre!

      beijos, beijos

      Excluir

Partilha

Nome

E-mail *

Mensagem *